Prefeitura diz que precisa de 10 dias para modificar as integrações; mas vai recorrer

O Prefeito Bruno Covas, em entrevista ao “Diário do Transporte”, na última quarta-feira, disse que precisará de dez dias para que seja feita a reprogramação para que os créditos de Vale-Transporte voltem a contemplar quatro viagens como antes. “Não é possível fazer isso da noite para o dia, porque significa reformar todo o sistema de bilhetagem. São 15 mil ônibus que nós temos, então deve levar em torno de 10 dias para que essa decisão possa ser implementada”, disse.

Nesse meio tempo, a Prefeitura vai recorrer da decisão do Desembargador João Carlos Salleti, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, que atendeu um mandado de segurança do Vereador Alfredo Alves Cavalcante (PT) e de usuários do transporte coletivo. A alegação da Prefeitura é que as integrações do VT devem ser bancadas pelo empregador. Ainda segundo a Prefeitura, o custo destas integrações é de R$ 600 milhões por ano.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.