Fim da 607G/10: uma história que se repete…

607G, linha que surgiu de um corte de outra linha, é cancelada – de novo, por iniciativa do poder público que continua não ouvindo a população.

Por: José Euvilásio Sales
Colaboração (foto final): Saldety Uechi
esales@circularavenidas.com.br

Desde ontem, a linha 607G/10 Metrô Conceição – Terminal Água Espraiada deixou de operar. A SPTrans não justificou a desativação da linha, limitando-se a dizer que ela estava sendo “substituída” – argumento igual ao do cancelamento da 7600/10 Shopping Morumbi – Metrô Armênia, nesta mesma segunda-feira. No entanto, para quem usa a linha e acompanha o transporte coletivo da zona sul, era visível que a linha não teria vida longa.

5106/21 Jardim Selma – Term. Água Espraiada

Em dezembro passado, a linha 5106/21 Jd. Selma – Shopping Ibirapuera teve seu itinerário prolongado até o atual Terminal de Transferência Água Espraiada (passando a se chamar 5106/21 Jd. Selma – E. T. Água Espraiada, atual Terminal Água Espraiada), com um considerável acréscimo de frota. Assim, o trajeto da linha passou a ser o mesmo da 607G/10, entre a Avenida Indianópolis e o Terminal Água Espraiada. Em consequência, a 607G perdeu metade de sua frota logo no primeiro dia da alteração, passando a operar a intervalos altíssimos – e sempre com um ônibus da 5106/21 antes ou depois dela.

675P/10 Shop. SP Market – Metrô Conceição: ponto final deslocado para a Vila Guarani mas com a denominação mantida.

Em fevereiro, outra mudança: a linha 675P/10 Shopping SP Market – Metrô Conceição teve seu ponto final transferido do Metrô Conceição para a Vila Guarani (sem mudança de denominação), onde a 607G tinha seu ponto final. Logo, a 607G estava sobreposta por completo por duas linhas: entre a Vila Guarani e o Metrô Conceição, pela 675P; e entre o Metrô Conceição e o Terminal Água Espraiada pela 5106/21. Aliás, “sobreposição” é uma justificativa que a SPTrans quase já usou muito para justificar corte/alterações de linhas.

Com as mudança, a linha, de cerca de 4.000 passageiros/dia útil em média, passou a transportar cerca de 1.300 passageiros. O final da linha parecia mesmo questão de tempo….

677Y/10 Jardim Guarujá-Vila Guarani, operada pela Cooperauthon: as origens da 607G…

Histórico – A linha 607G surgiu do corte de outra linha. No final de 2007, a linha 677Y/10 Jardim Guarujá – Vila Guarani era operada pela cooperativa Cooperauthon. É uma das várias linhas de ônibus criadas pelos operadores de ônibus clandestinos e que foram legalizadas. Após sucessivos acidentes, a cooperativa foi descredenciada pela Prefeitura de São Paulo e suas linhas foram distribuídas entre o consórcio Unisul e a cooperativa Cooperpam. Uma das linhas era 677Y, que foi para a Cooperpam. Nessas redistribuição, a 677Y foi seccionada no Shopping Morumbi, passando a ser Jd. Guarujá – Shopping Morumbi.

Primeiro dia de operação da 607G/10: uma das empresas que a operava era a Tupi.

Com o corte, a população da Vila Guarani ficou sem opção de linhas diretas do bairro para o Metrô e para a região da Berrini. Para amenizar, a Prefeitura autorizou a então Viação Paratodos a esticar o itinerário da 576C/10 Metrô Jabaquara – Terminal Santo Amaro para a Vila Guarani – a denominação, no entanto, permaneceu a mesma. A população não ficou satisfeita e o “braço” cortado da 677Y, em março de 2008 acabou voltando como outra linha: 607G/10 Vila Guarani – Shopping Morumbi, que fazia o mesmo antigo itinerário cortado da 677Y e parando próximo a ela, ao lado da Ponte do Morumbi. No inicio, foi operada pela Tupi Transportes e pela Viação Paratodos, que levaram meses para normalizar a operação das linhas que restaram da antiga Cooperauthon. Meses depois, a linha ficou definitivamente com a Viação Paratodos.

A denominação da linha mudou, ela deixou de fazer ponto final no Shopping Morumbi, a empresa mudou… Mas, com tantas mudanças, a história dela também foi esquecida pela SPTrans. Assim como no corte da 677Y, os moradores sequer foram lembrados na hora das mudanças e na decisão pelo fim da linha. Ao invés de tentar criar uma nova ligação, por novas vias, de modo a atender outro publico e ampliar o leque de opções dos usuários, para a SPTrans é mais fácil cancelar a linha e apertar o usuário nos ônibus das opções que sobram – isso se, com o corte de frota que é prevista pela nova licitação, elas não perderem algum(ns) coletivo(s) nos próximos meses.

Fim de uma história… que se repete.

Na última sexta-feira, estivemos na penúltima viagem da linha. Na ida-e-volta não foram transportados mais do que dez passageiros. O final do texto da 7600 serve para este aqui também: “Temos um sistema de transporte por ônibus que, cada vez menos, olha para o passageiro e, cada vez mais, olha para o bolso dos “barões do transporte”. É nesse espaço que a mobilidade alternativa, representada pelos veículos de aplicativo, patinete, bikes e outras formas, crescem cada vez mais.” É a história que se repete… Sempre.

Opções – Indicações da SPTrans:

675P/10 Shop. SP Market – Metrô Conceição e
5106/21 Jd. Selma – Term. Água Espraiada.

– os usuários que utilizam a linha na Parada Guatapará – ponto 1 na Av. Eng. Armando de Arruda Pereira  n.º 863 poderão utilizar a linha 5106-21 na Parada Guatapará – ponto 2 na Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, nº 803 (Metrô Conceição).

os usuários que utilizam a linha no ponto da Av. Jabaquara, nº 3.007, poderão utilizar a linha 5106-21 no ponto da Av. Jabaquara, nº 2.856.

– os usuários que utilizam a linha na Av. Eng. Armando de Arruda Pereira  nº 457 poderão utilizar a linha 675P-10 na Parada Guatapará – ponto 2 na Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, nº 803 (Metrô Conceição).

==========

Este site é o Circular Avenidas, informativo sobre mobilidade urbana.

  • se tiver fotos, vídeos ou informações, mande pra gente: 11 94040 3050, via Whatsapp ou Telegram (só para texto. Não atenderemos ligações para o número ou chamadas de áudio pelo Whatsapp/Telegram).
  • ou, se preferir, mande para esales@circularavenidas.com.br.

Siga-nos nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.